Como crescer no Youtube: dos 0 aos 1000 subscritores

como-crescer-no-youtube-2048x1365
6 min

O Youtube veio revolucionar a forma como consumimos conteúdo na Internet. O Youtube é um dos motores de pesquisa mais utilizado nos últimos anos e podes e deves utilizá-lo a teu favor, seja para potencializares a tua influência ou, até mesmo, para venderes os teus produtos – basta alguma criatividade.

O vídeo é uma maneira prática de consumir conteúdo e tem sido, pela maioria, preferida ao conteúdo escrito nos últimos anos. Por isso é que faz sentido analisares o quão pertinente pode ser para o teu negócio. Se estás a pensar começar um canal ou se já o tens, mas te sentes estagnada, tenho a certeza que uma das principais dúvidas deve ser sobre como crescer no Youtube.

Antes de mais, é importante teres em consideração que, se quiseres mesmo crescer na plataforma, estes serão os teus objetivos daqui em diante:

  • fidelizar os teus seguidores;
  • despertar a curiosidade em seguidores de conteúdo similar ao teu;
  • ser sugerida pelo Youtube em vídeos do mesmo nicho;
  • aparecer bem posicionado nos motores de busca.

Se conseguires trabalhar o teu conteúdo para atingir estas metas, terás com toda a certeza resultados brutais. Vai dar trabalho mas posso prometer-te que vai ser extremamente recompensador.

Para isso, será preciso fazeres um bom planeamento, posicionar-te e fazer todo o trabalho por detrás da imagem que pretendes passar e depois, sim, passar à ação. Vamos pôr tudo isto em prática?

 

Como crescer no Youtube

Sê consistente

Tal como a maioria das plataformas, o Youtube prioriza os criadores de conteúdo que são consistentes nas suas publicações. Se queres crescer no Youtube, deves preocupar-te em publicar, no mínimo, duas vezes por semana e de preferência com uma calendarização definida. Ou seja, habitua o teu público a esperar pelo teu conteúdo em dias certos da semana.

Esta estratégia ajuda-te a fidelizar os teus subscritores e a conseguir mais visualizações nas primeiras horas após a publicação do teu vídeo, outro dos aspetos que te dá destaque no algoritmo do Youtube.

Além disso, seres consistente também possibilita que a tua biblioteca de vídeos seja mais extensa.

Em que é que isto te beneficia? Quanto mais vídeos tiveres na tua biblioteca, mais conteúdo o teu público pode ver. Quanto mais conteúdo teu o teu público vê, mais a plataforma te assume como relevante, mostrando os teus vídeos a cada vez mais pessoas.

Planeia a tua regularidade de uma forma realista. De nada adianta comprometeres-te a publicar quatro vezes por semana quando não tens o tempo disponível para o fazer. É preferível publicares duas vezes por semana, com toda a qualidade, do que estares constantemente a fazer ginástica e a alterar as datas com os teus subscritores.

Lembra-te: publicar um vídeo não é a mesma coisa que publicar uma fotografia no Instagram. Dá MUITO mais trabalho!

 

Trabalha o SEO dos teus vídeos

Se és assídua por aqui, sabes que já falámos várias vezes de SEO. O SEO será também um dos teus melhores amigo no Youtube, já que pretendes igualmente que os teus vídeos apareçam nos motores de pesquisa.

Para isso, tens de ser estratégica no planeamento dos teus vídeos. Como? Quando escolheres o tema para um dos teus novos vídeos, faz uma pesquisa de frase-chave relevantes, tal como farias para uma publicação de blog, utilizando por exemplo a UberSuggest.

Quando escolheres a frase-chave mais adequada podes utilizar uma ferramenta como o Keyword Tool para diminuir a tua concorrência, alongando a tua frase-chave consoante as pesquisas no Youtube.

Vamos a um exemplo prático:  vais criar um vídeo com as tuas dicas para crescer no Youtube. Com uma primeira pesquisa na UberSuggest descobres que o termo mais procurado nos motores de pesquisa em Portugal para esta temática é “como crescer no Youtube”. Ao cruzares a informação com a Keyword Tool, descobres que a principal pesquisa no Youtube é “como crescer no Youtube rápido”. Então, vais fazer dessa a tua frase-chave.

Para que serve este trabalho? Para tentares indexar da melhor forma possível para a frase “como crescer no Youtube rápido”. Já sabes que, para isso, terás de incluir este termo no título do teu vídeo e na tua descrição.

Idealmente, a descrição dos teus vídeos deve ter um mínimo de dois parágrafos e a frase-chave deve estar em ambos.  Ah, e não te esqueças: se trabalhares bem o SEO do teu vídeo, melhorarás a tua posição nas pesquisas do Youtube, mas também do Google. Por isso, é ganhar a dobrar!

Se quiseres ler mais sobre como subir no ranking do Youtube em 2020, recomendo muito este artigo.

 

Cria thumbnails atrativas

A thumbnail é a imagem que funciona como “capa” dos teus vídeos e é a primeira coisa que o público vê. Pensa nela como uma primeira impressão: quanto mais convidativa for, mais probabilidade terás da audiência querer ver o teu vídeo.

Utiliza imagens com boa qualidade, com cores relacionadas com a mensagem que pretendes passar e preocupa-te em não criar designs com demasiada informação. Lembra-te que, apesar de estares a criar a tua thumbnail num formato 1280×720, as pessoas vão vê-la sempre em dimensões mais pequenas – e, na maioria das vezes, em telemóvel.

Tenta despertar a curiosidade e contar uma história com a tua miniatura. O ideal é que consigas deixar o teu público interessado no que vem a seguir, criando o interesse suficiente para o incentivar a clicar no teu vídeo. Outra dica: o emocional tende a funcionar muito bem no Youtube. Se vais utilizar uma fotografia tua ou de alguém na miniatura, certifica-te que a tua fotografia é expressiva e que passa o sentimento que pretendes passar com o teu vídeo.

 

Comunica com clareza e aproxima-te da tua audiência

A comunicação é, sem dúvida, um dos fatores mais importantes para conseguires crescer no Youtube.

Obviamente que é requerido um mínimo estético, especialmente tendo em conta a qualidade da plataforma atualmente, mas a comunicação é o essencial para captares a atenção do teu público.

Comunica de uma forma clara, ritmada e preocupa-te com a forma como estás a passar a tua mensagem. Tenta estar descontraída, para conseguires ser expressiva, e evitar ficar demasiado estática.  É muito importante que sejas tu própria e que cries empatia com quem está do outro lado, porque esse é um dos grandes critérios para conseguires fidelizar o teu público.

Ah, e nunca te esqueças de olhar diretamente para câmara. Olhar para a câmara cria a ilusão de estares a criar contacto visual com a tua audiência, criando assim mais proximidade.

Não te esqueças também que o Youtube é uma rede social, por isso interage com a tua audiência. Responde aos comentários e faz perguntas, inclusive. Mostra interesse por quem te acompanha e convida o teu público a conversar contigo nos comentários, tornando-te especialmente acessível. O tempo que passas no Youtube também é contabilizado e relevante, por isso, vê vídeos de outros criadores de conteúdo e interage, sem receios!

 

Atenção à duração dos teus vídeos

O tempo do teu vídeo é algo extremamente importante para o teu posicionamento no algoritmo do Youtube. Porquê? Porque um dos fatores mais relevantes para a plataforma é o Watch Time.

O Watch Time é o período de tempo em que efetivamente os teus vídeos são vistos. Imagina: crias um vídeo com 15 minutos, mas só consegues cativar a tua audiência durante 4 minutos. Então, o teu Watch Time naquele vídeo será de 4 minutos.

O teu Watch Time é cumulativo e, no Youtube, os canais são posicionados consoante o seu Watch Time. Isto não significa que tens de fazer vídeos de 30 minutos; significa apenas que não deves fazer vídeos com menos de 5 minutos ou terás de batalhar o dobro, independentemente do quão criativo e pertinente for o teu conteúdo. Se realmente pretenderes criar conteúdo mais curto, já sabes: consistência, consistência, consistência.

 

Não te esqueças do Call to Action!

Uma coisa muito importante: relembra o teu público de deixar um like no teu vídeo e de subscrever o teu canal. Esta é daquelas coisas que parecem irrisórias mas que podem fazer toda a diferença no resultado da performance do teu vídeo.

As interações no teu vídeo são extremamente importantes para o teu canal ser sugerido com mais frequência em vídeos similares, já que são elas que demonstram a forma como o público reage ao teu conteúdo.

Por isso, não te esqueças de incentivar o teu público a interagir contigo. Podes pensar: “ah, mas se eles gostarem do conteúdo, deixam um like”. Deixam, mas sentir-se-ão mais estimulados a fazê-lo se forem relembrados para tal. Ou seja, verbaliza a ação ou cria um pequeno texto que a incentive. É o suficiente e verás diferença nos resultados!

 

Oferece o que prometes ao teu público

O clickbait é a chamada “morte do artista” no Youtube. Não escrevas títulos ou cries thumbnails polémicas com a intenção de exagerar a tua mensagem, só para teres mais visualizações.

Isto pode parecer que vai funcionar muito bem para determinado vídeo, mas a verdade é que vais perder a confiança da tua audiência. Além disso, o que vai acontecer é que a tua audiência vai acabar por sair do teu vídeo nos primeiros minutos, prejudicando o teu alcance e posicionamento na plataforma.

A longo prazo, vais sentir as repercussões, já que os teus vídeos vão ser cada vez menos sugeridos pelo Youtube. Por isso, entrega o que prometes.

 

Colabora com outros Youtubers

Fazeres vídeos em colaboração com outros Youtubers é uma ótima forma de cruzares seguidores. O que é que isto significa? Que com uma colaboração, tu consegues atingir a audiência do público da tua colega e vice-versa.

Podes criar esta dinâmica de diferentes formas. Podes gravar realmente o vídeo em conjunto com outra criadora de conteúdo, podes criar vídeos que sejam o seguimento um do outro, que sejam diferentes abordagens do mesma tema, etc.

Contudo, sê estratégica na escolha de um parceiro. Se costumas falar de moda, de nada te vai adiantar fazer uma colaboração com alguém que fala sobre culinária, certo? O mais provável é que os vossos públicos tenham poucos interesses em comum e que não aja conversão.

Este tipo de colaborações só traz retorno se efetivamente o vosso público-alvo é o mesmo ou muito similar, senão, não verás resultados.

Além disso, podes apostar em procurar um canal que fala da mesma temática que tu, mas de uma forma complementar. Por exemplo, se falares de beleza, mas fores mais focada em maquilhagem, podes procurar alguém que crie conteúdo sobre cuidados de pele ou cuidados de cabelo.

+1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Agir com estratégia é essencial para quem se quer diferenciar.



Subscreve e recebe as melhores dicas
de MARKETING DE INFLUÊNCIA


.

Recursos grátis

  • kit para parcerias com marcas
  • 572 ideias de conteúdo
  • planner de artigo de blog

entra em contacto