Modelos de emails para parcerias com marcas

4 min

Se, em tempos, todas as pessoas que começavam um blog tinham como único objetivo partilhar o seu ponto de vista sobre alguns assuntos do mundo, hoje o cenário é bastante diferente. Com o crescimento estrondoso do marketing digital, o desenvolvimento e utilização massiva das redes sociais e o poder do marketing de influência, é natural que quem começa já tenha muitas vezes um propósito comercial. Por isso é preciso sabermos exatamente como entrar em contacto com as marcas que podem ser relevantes para o nosso projeto e o que devemos ou não dizer num email de contacto.  

Emails para parcerias com marcas

Sempre que possível o teu contacto deve ser feito por email e náo através das redes sociais. Mas nem todas as marcas têm websites nacionais, e muitas delas não têm contactos disponíveis no site. Nesses casos, as redes sociais serão o caminho a seguir. A primeira coisa de que vais precisar é de encontrar o email mais direto do departamento de comunicação ou da agência que trabalha a marca. Ou seja, nas redes sociais nunca vais apresentar a tua proposta, vais simplesmente pedir o endereço de email.   Os teus contactos com a marca devem seguir esta lógica:

  • email de apresentação – primeiro email enviado onde vais apresentar o teu projeto, enviar o teu media kit e fazer a primeira apresentação da proposta;
  • email de follow-up – enviado 10 dias após o envio do primeiro email, no caso de não teres obtido resposta. Podes também fazer o follow-up por telefone, que dá um ar muito mais profissional e normalmente força a que haja uma resposta, seja ela positiva ou negativa;
  • email de continuidade – no caso de uma resposta positiva é suposto que feches mais detalhes da parceria com a marca. Nos emails de continuidade vais discriminar exatamente que conteúdos vais fazer, em que datas e quais as contrapartidas. Basicamente, todo o roadmap da parceria para alinhar expectativas;
  • email de fecho – no fim, deves enviar um email com um relatório de como correu a campanha. Usa o Canva para criares um ficheiro bonito em pdf onde vais colocar quais eram os objetivos da campanha, o roadmap e depois um a um cada conteúdo que publicaste com respetiva informação: data de publicação, estatísticas e análise qualitativa. Termina com uma análise global da campanha.

  Este último passo é mesmo importante e passa um ar muito mais profissional. Deves sempre enviar um relatório com os resultados, seja o número de likes, comentários, alcance, mensagens privadas que tenhas recebido relacionadas com o produto… Isto ajuda, principalmente as accounts das agências de comunicação, a justificarem novas colaborações contigo junto dos clientes no futuro. Até porque há muitos dados a que só tu tens acesso. Deves agradecer a colaboração e deixar a porta aberta para novas parcerias, se for esse o teu interesse. Se algo tiver corrido menos bem, também deves falar disso. Deves ser sincera, ainda que cordial e profissional, porque é sempre uma oportunidade de melhoria.    

Faz o download dos modelos de emails + template de media kit

   

.   Faz o download dos modelos de emails prontos a usar. Basta fazeres pequenas adaptações para incluir a informação sobre o teu projeto e à própria parceria que tencionas realizar. Deves também criar o teu media kit para poderes anexar ao email de apresentação para que o texto não tenha de ficar extremamente longo – no download acima encontras também um template de media kit editável em Canva para te facilitar a vida. Lembra-te que quem está do outro lado tem pouco tempo e recebe centenas de emails por dia, deves facilitar-lhe o trabalho ao máximo se queres trabalhar com a marca que essa pessoa representa. Nunca envies emails em que digas apenas “gostava de fazer uma parceria com a vossa marca”, não faças isto. Mais uma vez, quem está do outro lado tem pouco tempo e esse tipo de emails está a dar a essa pessoa a responsabilidade de pensar numa proposta de parceria. Tendo pouco tempo é provável que te diga que não têm interesse numa parceria no momento ou que nem te responda. Se apresentares uma proposta já fechada é muito mais fácil, porque a pessoa só terá de olhar e aprovar aquilo que já estás a propor. Também não deves falar de preços no primeiro email, pois ainda é um email de apresentação e de primeiro quebra-gelo. Aguarda pelo segundo email para falares desse tema. E sim, pode acontecer mostrarem-se muito interessados e quando apresentas o teu preço afinal não quererem avançar, ainda há um longo trabalho a fazer em Portugal no que às parcerias pagas diz respeito, mas não deves ceder. O teu trabalho tem um preço, as horas que investes têm um preço e a publicidade junto da tua comunidade tem um preço. Se não estão dispostos a pagar isso é porque não estão a valorizar o teu trabalho, e se cedes uma vez vais ter muito mais dificuldade em cobrar na vez seguinte. Espero que estes modelos de emails para parcerias com marcas te ajudem a perceber os do’s & dont’s e se usares estes modelos conta-me nos comentários se viste diferenças nas respostas das marcas.  

Lê também:

3 comentários

Modelos de emails para parcerias com marcas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Agir com estratégia é essencial para quem se quer diferenciar.



Subscreve e recebe as melhores dicas
de MARKETING DE INFLUÊNCIA


.

Recursos grátis

  • kit para parcerias com marcas
  • 572 ideias de conteúdo
  • planner de artigo de blog

entra em contacto