Como Potencializar uma Publicação de Blog?

potencializar uma publicação de blog
4 min

Criar conteúdo para um blog é, no mínimo, exigente. Por norma, falamos de artigos com um número significativo de palavras que exigem trabalho de pesquisa, revisão, imagens com qualidade, a aplicação de técnicas de SEO… e a lista não fica por aqui. Sendo uma tarefa trabalhosa, o ideal é que saibas exatamente como potencializar uma publicação de blog.

Isto significa fazer o melhor trabalho possível para obter o maior número de visualizações, posicionar o artigo da melhor forma possível nos motores de busca e tentar, ainda, vender. Prepara-te para tirar o maior partido possível de todo o tempo que estás a dedicar e começar a utilizá-lo em prol da tua estratégia de negócio. Vamos a isso?

 

7 formas de potencializar uma publicação de blog

escolhe Um título cativante e claro

Dediquei um artigo inteiro à fórmula ideal para escrever títulos porque eles são de extrema importância para os teus artigos. Parecem muito fáceis de criar, mas podem ser especialmente desafiantes. Isto porque têm de incluir a palavra ou frase-chave que escolheste, ser cativantes o suficiente para apelar ao clique e ser claros para serem percetíveis para o utilizador. No entanto, um bom título pode duplicar as visitas ao teu artigo. Aliás, os títulos são como a primeira impressão de um artigo e quanto melhor essa impressão for, mais cliques vai gerar.

 

Cria uma meta-descrição para cada publicação de blog

Caso o teu artigo de blog fique bem indexado, a meta-descrição será o texto que os utilizadores vão ver na pré-visualização nos motores de busca. Além de ser importante em termos de SEO, é também um excelente local para incentivar ao clique. A maioria das plataformas gera a meta-descrição do teu artigo automaticamente, utilizando a primeira frase do artigo. Qual é o problema disto? É que muitas vezes a primeira frase é uma introdução tão simples que não inclui nem a palavra ou frase-chave que escolheste nem é especialmente cativante. Por isso, cria sempre a tua própria meta-descrição de forma estratégica. Esta tem de ser convidativa, explicar o que vais oferecer no artigo e incluir as palavras-chave.

 

Inclui a tua publicação de blog numa categoria

Reparo que existem muitos blogs que não categorizam de todo a informação. Porque é que isto é importante? Primeiro, porque ajuda os motores de busca a associar determinadas temáticas ao teu artigo e, depois, é um auxílio na pesquisa dos utilizadores. Desta forma, estás a melhorar a sua experiência de utilização, a gerar a possibilidade dos utilizadores passarem mais tempo no teu site e a gerar a hipótese de criar blocos de conteúdo. No WordPress, facilmente consegues criar uma área de publicações relacionadas, com a categoria que desejares o que, novamente, incentiva o utilizador a continuar a ler os teus artigos. Todas estas ligações, quando bem trabalhadas, podem ser extremamente úteis para funcionar como autênticos funis de conversão e ajudar-te a aumentar o teu valor na visão do público.

 

Atenção ao url que escolhes

Há plataformas que criam o url para o teu artigo de forma automática, utilizando números, as primeiras palavras do título ou até a data da publicação. Se a plataforma onde costumas fazê-lo é uma delas, lembra-te sempre de definir o teu url manualmente. Porquê? Primeiro, porque idealmente o teu url deve conter a palavra ou frase-chave que escolheste. Segundo, porque incluir datas ou números tende a datar o conteúdo, algo que não queres. Terceiro, porque, se necessitares de alterar o título, o url também vai mudar, o que significa que vais ter de criar um redirecionamento manual, o que só te vai trazer trabalho desnecessário. Se definires o url manualmente, ele fica permanente. Podes mudá-lo, se assim desejares, mas se fizeres alterações ao título do artigo, ele não mudará automaticamente.

 

 

Direciona o teu público para outros artigos que possam ser pertinentes

Nos teus artigos de blog, deves sempre incluir links para artigos teus, relacionados com o tema que estás a abordar. Lembra-te: queres que o utilizador passe o máximo de tempo possível no teu site, a explorar os teus artigos e a ver-te como um autoridade nos temas que estás a abordar. E não te preocupes, esta prática não é de todo vista como intrusiva! Isto porque estás a oferecer conteúdo de valor ao utilizador, continuando a oferecer-lhe informação relevante. Colocares links para os teus próprios artigos também é uma excelente prática de SEO, que ajuda a aumentar a relevância e fiabilidade do teu site face aos motores de busca. Idealmente, as palavras às quais agregas o link devem conter também as palavras ou frases-chave que escolheste para esse artigo, ao invés de frases como “clica aqui” ou lê mais aqui”.

 

Acrescenta produtos-íman nos teus artigos

Se o teu site estiver bem posicionado no Google ou tiveres pins a circular no Pinterest com excelentes impressões, é possível que tenhas constantemente utilizadores novos a chegar ao teu site. A verdade é que a larga maioria desses utilizadores vai ler o que lhe interessa e sair, e tu não vais voltar a conseguir contactar com eles. Estás a perder a oportunidade de reter pessoas que estão efetivamente interessadas no teu conteúdo! É exatamente por isso que deves ter produtos-íman e caixas de formulário nos teus artigos mais bem sucedidos! Desta forma, estás a conseguir o e-mail do utilizador (em troca de algo que realmente lhe interessa) e podes contactá-lo quando quiseres, seja através da tua newsletter ou de funis de conversão.

 

Não te esqueças de vender!

Não precisas de fazê-lo sempre, mas a maioria dos artigos que escreves devem estar direcionados para um dos teus produtos. Há muitas empreendedoras que se sentem desconfortáveis em vender através de publicações de blog, mas se está a investir o teu tempo a criar conteúdo de valor para alguém que está com um determinado problema, porque não sugerir um produto que lhe possa ser útil? É um excelente momento para tentar converter. Lembra-te que se não tentares vender, dificilmente vais fazê-lo, por isso não percas esta oportunidade. Insere o produto no artigo, explica as suas vantagens e como é que pode ajudar o utilizador.

 

Mas vender produtos próprios não é a única forma de rentabilizares o teu blog. E não, ao contrário do que muita gente pensa, também não tens de estar completamente dependente de parcerias. No INFLUENCER A FULL TIME, partilho todos os truques e dicas para te ajudar a começares a ganhar dinheiro com o trabalho que desenvolves no teu blog. São 15 aulas e exercícios desenhados para transformar por completo o teu projeto! Juntas-te a mim?

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Agir com estratégia é essencial para quem se quer diferenciar.



Subscreve e recebe as melhores dicas
de MARKETING DE INFLUÊNCIA


.

Recursos grátis

  • kit para parcerias com marcas
  • 572 ideias de conteúdo
  • planner de artigo de blog

entra em contacto